NOTÍCIA

Simulação computacional de desempenho acústico: Fique por dentro dos benefícios

A análise de acústica na etapa de projeto é essencial para o correto dimensionamento das vedações, levando em consideração que a comprovação do desempenho se dá com os ensaios em campo com a edificação concluída, fase que limita quase que completamente intervenções para melhoria do desempenho acústico.

As análises de acústica em projeto podem ser conduzidas basicamente de duas formas:

Análise simplificada: Levando-se em consideração apenas as vedações, paredes, por exemplo, e não todo o sistema, como é a situação real de campo. Neste caso, a norma de desempenho estabelece um critério 5dB mais rígido que o exigido para o ensaio em campo.
Simulação computacional: Método baseado em cálculos preconizados na norma internacional ISO 12354 e modelo 3D da edificação, que leva em consideração o isolamento acústico das vedações e suas principais interações acústicas, como reverberação dos ambientes, transmissões por flancos e dimensão dos ambientes (volumes e áreas das paredes). Esse método, por ser mais preciso e simular a condição real de campo, permite estimar a Diferença Padronizada de Nível Ponderada, mesmo critério do ensaio de campo, permitindo, na maioria das vezes, uma otimização na solução a ser adotada.
A Tecomat faz análises por simulação computacional tanto para mapeamento de ruído de entorno, quanto para análise de desempenho na etapa de projeto. “Fazemos ainda medições em campo, pelo método de engenharia, para avaliar o desempenho com a obra concluída, o que nos permite calibrar nosso modelo de simulação computacional para sermos ainda mais assertivos no dimensionamento das vedações, sempre procurando dar segurança técnica com a solução mais viável para o construtor”, explica o engenheiro civil da Tecomat, mestre em acústica, Otávio Joaquim.

As análises de acústica na etapa de projeto são essenciais. “Contudo, tendo em vista que interferências na execução podem comprometer o desempenho projetado, a execução do ensaio em campo, pelo método de engenharia, é indispensável e funcionará como controle da execução e uma comprovação do atendimento ao requisito”, acrescenta Pedro Gois, engenheiro civil da Tecomat Engenharia.