NOTÍCIA

Tecomat aprovada em nova avaliação do INMETRO

Neste mês de agosto, a Tecomat foi avaliada pela Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE) do INMETRO. Como um laboratório com ensaios acreditados pelo órgão, passamos periodicamente por estas avaliações técnicas e de sistema de gestão da qualidade. De acordo com a norma ABNT NBR ISO/IEC 17025:2017, que a CGCRE utiliza para avaliar a competência técnica dos laboratórios, esta análise é dividida em cinco partes: Requisitos Gerais; Estrutura; Recursos; Processo e Sistema de Gestão.

Os requisitos de recursos e de processo são os principais de abordagem técnica, abrangendo pessoal, equipamentos, métodos, instalações e condições ambientais. Os de recursos e de processos, por sua vez, abordam vários como rastreabilidade metrológica, validação de métodos, manuseio, armazenamento, transporte, metodologia para o cálculo e determinação da incerteza de medição, calibrações e checagens intermediárias, bem como controle de dados e relato dos resultados. Vale ressaltar ainda, os cuidados com os registros técnicos.

Avaliador Líder da Coordenação Geral de Acreditação do INMETRO, Robson Fioravante Coelho afirma que, considerando que a norma ABNT NBR ISSO/IEC 17025:2017 é utilizada para avaliação da competência técnica, pode-se, então, afirmar que um laboratório acreditado pela CGCRE, além de possuir seu sistema de gestão em conformidade com os requisitos desta norma, tem sua competência reconhecida, visto que foi avaliado quanto aos métodos utilizados e profissionais envolvidos. “E também quanto à experiência, formação, habilidades e treinamentos, instalações e condições ambientais, bem como todos os equipamentos e instrumentos necessários para a reprodução de resultados válidos. Isto é, a sua rastreabilidade a padrões nacionais ou Internacionais, em conformidade ao Sistema internacional de Unidades -SI. Deste modo, ser acreditado significa dizer que se é proficiente. As principais vantagens disto são maior competitividade; confiabilidade metrológica e confiança jurídica”, afirma.

O que diferencia, então, uma certificação na ISO 9001 de uma acreditação na NBR ISO IEC 17025? Quem atende a essa norma também atende os requisitos da ISO 9001? Robson explica que com a nova versão da norma ABNT NBR ISSO/IEC 17025:2017, a qual passa a dispor inclusive da possibilidade de utilização das opções “A” e “B” para avaliação do sistema de gestão, fica evidente o atendimento da norma de gestão da qualidade ISO 9001, quando o laboratório é acreditado por esta norma, ainda que atendendo seus próprios requisitos de gestão da qualidade, ou seja, opção A. “Quanto à diferença entre uma certificação ISO 9001 e uma acreditação na norma ABNT NBR ISO/IEC 17025:2017, vamos pensar que a certificação ISO 9001 tem como objetivo único e exclusivo de um sistema de gestão padronizado, entretanto, sem se preocupar com a competência técnica do laboratório, o que significa dizer que a certificação ISO 9001 não assegura a confiabilidade metrológica, ou seja, não é possível garantir a validade dos resultados”, revela.

A acreditação na norma ABNT NBR ISO/IEC 17025:2017, por sua vez, assegura a confiabilidade metrológica. “Diferente da ISO 9001, seu objetivo, além da padronização do sistema de gestão é a competência técnica do laboratório, sendo assim, avaliado todos os requisitos técnicos, quanto a pessoal, equipamentos, métodos de ensaio e calibração e instalações e condições ambientais, de modo a assegurar e garantir a validade dos resultados. Podemos afirmar, portanto, que um laboratório acreditado pela norma ABNT NBR ISO/IEC 170258:2017 atende os requisitos da norma ABNR NBR ISO 9001, todavia, o contrário não é verdade”, explica.

Ele destaca, ainda, que apesar da norma ISO 9001 requerer a rastreabilidade dos equipamentos, esta mesma norma não assegura a confiabilidade metrológica, pois o fato de um equipamento estar devidamente calibrado não significa que se possa afirmar que seu uso é correto, visto o objetivo da norma ABNT NBR ISO 9001.

Sobre o sistema de gestão da Tecomat Engenharia, Robson considera acima da média. “A empresa demonstra possuir uma enorme sinergia do grupo, o que torna um diferencial positivo para o crescimento e melhoria continua da organização”, finaliza.